Saiba mais sobre os tratamentos e laudos relacionados ao meio ambiente

Saiba mais sobre os tratamentos e laudos relacionados ao meio ambiente

Uma das maiores preocupações que têm surgido no ramo industrial é com o meio ambiente, principalmente com relação ao tratamento de fluídos e na reutilização de água.

Estações de tratamentos têm surgido a cada dia, com novos métodos de laudos para identificar as formas mais sadias de realizar esse procedimento.

Isso porque, cada dia mais, tem-se a conscientização da necessidade de preservar o meio ambiente e da limitação de nossos recursos. Isso sem mencionar que os clientes passaram a cobrar por certos comportamentos e posicionamentos, com relação à natureza, de indústrias e marcas, impactando diretamente na imagem delas.

Desse modo, entre as diversas medidas, as empresas também tem se focado na reutilização de materiais como:

  • Lenços;

  • Papel higiênico;

  • Guardanapos de papel sujos;

  • Espumas;

  • Acrílicos.

Realizar a reciclagem desses materiais não só é um procedimento sustentável como pode poupar investimentos em materiais, dando certa abertura no orçamento.

Cuidando do básico: saneamento

Os cuidados com o saneamento básico são a principal ferramenta para ter um aproveitamento maior do meio ambiente.

Após a revolução industrial muitos processos começaram a contar com materiais nocivos para a natureza, como produtos químicos e matérias-primas que precisam ser extraídas diretamente da natureza.

Vamos entender um pouco mais sobre as ações que convergem no saneamento.

1. Coleta e tratamento de esgoto

A prioridade para um saneamento adequado é o tratamento de esgoto, fazendo com que todo o material produzido e direcionado para o esgoto passe por um tratamento de filtragem com a remoção das suas principais bactérias e poluentes para a natureza.

Segundo dados da SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), 50% dos brasileiros não têm acesso adequado ao saneamento e tratamento de água.

Esse é um número altamente preocupante e que demonstra a necessidade de criação de novas formas de tratamento para os efluentes.

2. Efluentes

As empresas de tratamento de efluentes tem como foco a revitalização dos produtos líquidos ou gasosos que derivam de ação humana direta.

Esses efluente podem ser divididos entre os de uso industrial e os de uso doméstico. Sendo os industriais os principais agressores do meio ambiente pela produção em larga escala.

Para um tratamento adequado a água contaminada, dependendo da matéria que a contamina, é necessário um estudo minucioso sobre os elementos presentes para que seja aplicado o procedimento correto de tratamento.

Desse modo, uma estação de tratamento de efluentes industriais separa os seus processos em dois tipos. O primeiro são os de separação física, enquanto o segundo é de separação química.

Para a separação física, o primeiro passo consiste em utilizar equipamentos que farão a separação do material da água de outros componentes. Para isso, usam-se peneiras, gradeamentos e outros materiais de dispersão física.

Já no segundo método (de separação química), é preciso cuidar de todo o processo de inserção de materiais químicos (não nocivos a água limpa) para que o resultado final seja um material puro, livre de bactérias e outros elementos nocivos para a natureza.

Estação de tratamento de água

Atualmente, os processos de tratamento, principalmente para a revitalização de água, são altamente complexos e contam com várias etapas.

Desse modo, pressupõe-se que uma estação de tratamento de água tem um alto investimento. Porém, com os procedimentos realizados ela também conta com um alto retorno.

Os processos utilizados para realizar o tratamento também são divididos em 2 tipos: aeróbios e facultativos.

  1. Processos aeróbios: O tratamento aeróbio tem como principal aditivo o uso de lodos. Eles são produzidos de materiais corrosivos para matérias orgânicas nocivas e realizam o combate a qualquer bactéria. É por meio desse processo que o material estará mais suscetível para o próximo passo de purificação;
  2. Processos facultativos: São os procedimentos compostos pelo uso de biofilmes, que possuem uma característica essencial de limpeza de pequenos organismos. Nessa etapa do processo, são realizadas a limpeza mais adequada de pequenas sujeiras que podem se acumular no líquido.

Com os ambos processos realizados a água já está apta para determinados usos sem prejudicar a natureza ou a saúde.

O procedimento de tratamento de água e de efluentes é extremamente complexo, contendo várias estratégias e contando com um variado tipo de técnicas e maquinários.

Caracterização vegetal: como é feito o laudo?

Já com relação a preservação de vegetação, o laudo de caracterização de vegetação é realizado para entender, de forma completa, todas as características de uma determinada região.

Esse recurso é utilizado para identificar quais procedimentos podem ser realizados naquele ambiente, de modo a não interferir na vida do ecossistema ali presente.

É também por meio desse laudo que derivam as áreas de preservação da vegetação ( que pode ser nativa e rara), de forma a evitar a extinção dessa vegetação.

Esse laudo tem de ser emitido por uma equipe especializada em engenharia ambiental, responsável por catalogar de forma adequada a vegetação existente e produzir um material de consulta sobre os tratamentos e ações permitidas na area.

O material produzido pelos profissionais deve ser consultado por órgãos públicos e pelas a empresa que desejam realizar alguma obra ou construção naquele local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *