Responsabilidade ambiental de empresas e construtoras

Responsabilidade ambiental de empresas e construtoras

Embora saibamos a total importância da engenharia civil e seu impacto direto no que se conhece como vida moderna e evolução tecnológica, é preciso reconhecer que, dentre os pontos negativos dos magníficos resultados em nossa sociedade, estão os impactos ambientais.

Um dos grandes problemas referentes à engenharia civil, é o impacto ambiental que as mega construções causam no meio ambiente, bem como os impactos dessa construção no ecossistema local, gerando problemas ambientais, muitas vezes, graves.

Em razão desse grande impacto, muitas medidas são tomadas por governos estaduais e federais, no intuito de tentar diminuir o efeito dessas construções no meio ambiente.

Gestão Ambiental

Ao conjunto de medidas e leis estabelecidas para reduzir os impactos causados pelos empreendimentos, se dá o nome e Gestão Ambiental. Várias normas técnicas foram estabelecidos para controlar esses resultados  Vejamos algumas medidas que precisam ser observadas pelas construtoras:

  • Descarte correto de entulhos de obra;
  • Investir em reciclagem;
  • Evitar a degradação de áreas de manancial;
  • Proteção do ecossistema local.

Principalmente o descarte de resíduos de construções, precisa ser elaborado. A primeira coisa a ser feita é trabalhar com uma empresa ecologicamente responsável; que se comprometa a cuidar do meio ambiente dando a destinação correta para cada tipo de entulho.

Dentre essas destinações, a reciclagem precisa ser a prioritária na lista. Muitos resíduos, oriundos da construção civil, tem possibilidades de reaproveitamento: asfaltos, concretos, entre outros.

Porém, o que não pode ser reaproveitado, deve ser tratado e descartado de maneira correta e eficiente.

Licenças e responsabilidades ambientais sobre a construção

Vejamos agora algumas licenças e responsabilidades referentes aos empreendimentos da engenharia civil no controle de impactos ambientais, estabelecido pela gestão ambiental.

licença prévia cetesb, por exemplo, é uma licença concedida na fase inicial de qualquer tipo de empreendimento a ser realizado, aprovando a concepção e a localização do empreendimento.

Essa licença é concedida após um estudo prévio da viabilidade de projeto e do impacto ambiental causado pelo empreendimento e as fases seguintes do projeto.

Se o projeto do empreendimento apresentado estiver dentro dos parâmetros estabelecidos, a concessão para a realização do empreendimento será dada, desde que as normas sejam estabelecidas.

Porém, se durante a obra, alguma regra forem quebradas, e a consequência dessas ações for algum tipo de alteração ambiental, prejudicando o ecossistema local, então será feita uma Investigação confirmatória de passivo ambiental, que pode trazer problemas para o idealizador do projeto.

Esse tipo de investigação é realizada por empresas especializadas que atestam a possibilidade de contaminação do solo ou da água por substâncias químicas, em áreas que, por exemplo, sofreram alterações de seu meio ambiente em razão de construções.

A forma de fazer comprovação da existência de agentes químicos no solo ou na água, de qualquer origem, que oferecem riscos à saúde humana, é por meio da Investigação detalhada cetesb.

Se comprovada a existência de agentes químicos, após os procedimentos de investigação, e esses agentes trouxerem risco à saúde humana, ou alteração de ecossistemas locais, então, a empresa responsável será punida e multada pelo resultado dos seus atos.

Esse tipo de licenciamento e investigações realizadas têm o intuito de controlar, bem como, minimizar os impactos ambientais, na tentativa de conferir mais “saúde” ao planeta.

Por isso é tão importante entender essas regras como medidas protetivas, exigências necessárias para controlar as ações de grandes corporações, que podem extrapolar algumas regras ambientais quando se trata de empreendimentos altamente lucrativos.

O passivo ambiental, por natureza, pode ser definido como um compilado de todas obrigações das empresas perante a natureza e a sociedade, com o objetivo de promover investimentos em prol do meio ambiente.

Quando uma empresa, ou a própria indústria, gera qualquer tipo de passivo ambiental, ela precisa gerar investimentos que compensem esses danos de modo a proporcionar um certo equilíbrio, e esses investimentos precisam ser de valores iguais.

O licenciamento ambiental sempre será desenvolvido e trabalhado para que empresas se responsabilizam socialmente e ecologicamente, trabalhando com responsabilidade e compromisso com o bem-estar de todos; tanto com a vida humana quanto com a do planeta.

Torne a sua empresa cada vez mais responsável com o planeta e ajude-a a trabalhar para proporcionar, além de luxo, conforto e evolução tecnológica, muita responsabilidade e educação ambiental, sendo um exemplo para todos no assunto sustentabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *