Reciclar e preservar: este é o caminho para um futuro melhor

Reciclar e preservar: este é o caminho para um futuro melhor

Reciclar e preservar é um assunto comum, que surge nos comerciais de TV, redes sociais e em diversos ambientes, como sendo o caminho para um futuro melhor.

Entretanto, como ainda existem diversas dúvidas em relação ao assunto, separamos aqui uma série de informações sobre porque essa é a melhor opção.

Vamos começar?

1. É uma questão de saúde pública

Na maior parte das vezes, quando começamos a falar sobre reciclagem e preservação, logo se pensa na questão das florestas, o que é muito importante.

Entretanto, vale a pena entender que o caminho para o futuro engloba muito mais que isso, sendo também uma questão de saúde pública.

Neste cenário, é preciso entender que os lixões das cidades, são um dos emissores de gases e locais que podem abrigar milhares de pragas indesejadas.

Com o aumento do lixo, novas áreas acabam sendo desmatadas para virar lixões, alguns jogam em qualquer lugar, inclusive nos mares.

Não à toa, muitas cidades já sofrem com o cheiro dos lixões, que vão se aproximando cada vez mais da população.

Como resultado, aumenta a quantidade de ratos e insetos, que acabam vivendo nesses locais, causando uma superpoluição.

Vale lembrar que esses animais podem estar doentes e transmitir isso aos seres humanos.

Além disso, existe o risco de contaminação de lençóis freáticos e vida nativa, sendo um problema ainda maior para as grandes metrópoles e locais sem fiscalização.

Importante

Todos esses resíduos do lixo podem demorar milhares de anos para se decompor, prejudicando aquele solo e tornando a revitalização um grande problema.

Ou seja, é uma área que não poderá ser utilizada tão cedo.

2. Reciclar e preservar é a garantia de recursos naturais a longo prazo

Nos primeiros anos de vida do ser humano na terra, é possível que mal tenha sido notado que os recursos ambientais demorassem anos para serem restaurados.

Ao longo dos anos, e com o avanço tecnológico, começamos a notar que esses recursos são limitados, escassos e cada vez mais, correm  riscos.

Um exemplo clássico é a água, sendo que mesmo a Terra possuindo grandes mares, essa água não pode ser usada para consumo.

Logo, temos uma quantia de água doce limitada, que precisa ser tratada e reutilizada.

Caso contrário, pode ser que algumas gerações futuras acabem na seca.

Entretanto, ainda existem pessoas e empresas que continuam usando esses recursos de maneira incontrolada, sem pensar no amanhã.

Então, para um futuro melhor, todos precisam começar a ter essa percepção de que pode acabar e, se acabar, não há muito o que pode ser feito.

Assim, cresce os benefícios em fazer um curso de práticas de sustentabilidade.

3. Vidas e futuro

Entre os pontos de destaque em relação a importância de reciclar e preservar, está a chance de salvar vidas e garantir um futuro.

Atualmente, o número de animais que estão na lista de extinção, lista essa que vem crescendo nos últimos anos, mostra como o ser humano impactou no mundo.

Seja a poluição que aumenta a temperatura, o tráfico de animais, a poluição dos mares, tudo pode fazer com que vidas desapareçam completamente.

Para um futuro melhor, equilibrado e belo, é preciso começar a reciclar e preservar agora, evitando que novos animais façam parte dessa estatística.

4. Reciclar e preservar para reduzir o lixo e poluição

Um dos pontos mais importantes de começar a pensar agora no caminho para um futuro melhor está a chance de reduzir as milhares de pilhas de lixos que se acumulam sobre a terra.

Em síntese, a reciclagem permite que milhares de itens que demoram milhares de anos para se decompor sejam reaproveitados de alguma maneira.

Com isso, menos lixo chega aos lixões e menor é a necessidade de extrair mais material e danificar novas áreas.

Ao mesmo tempo, isso promove a preservação de muitas áreas e espécies, já que muitos animais morrem devido ao contato com esses produtos do lixo, como lata e cordas.

A reciclagem e preservação reduz a poluição, fazendo com que o ar fique mais limpo, evitando o mal cheiro, pragas, doenças e assim por diante.

Reciclar e preservar: Por que se fala tanto e se faz tão pouco?

Uma dura realidade para o mundo é que a reciclagem e a preservação são assuntos que sempre estão em alta na teoria, não na prática.

Mesmo que a grande maioria da população saiba o que precisa fazer, quais são os riscos, a vida moderna e a comodidade impedem que a ação aconteça.

Afinal, parece tão mais fácil apenas jogar tudo no lixo ao invés de separar cada um dos itens, não é mesmo?

No curso de práticas de sustentabilidade, são ensinadas práticas voltadas para melhorar essa percepção, para fazer com que mesmo diante do hábito e desafios do dia a dia, o mundo seja capaz de mudar.

Portanto, é preciso não apenas ensinar o que fazer, mas o como fazer para lidar com a rotina corrida e com as dificuldades do caminho.

Ao mesmo tempo, é preciso ter em mente que todo o tema envolve grandes empresas e corporações focadas em lucratividade.

Ou seja, para essas empresas, a reciclagem não é interessante pois não traz retorno financeiro, o que também é um grande problema.

De qualquer maneira, o ideal é começar fazendo a sua parte, mesmo que pareça pouco.

Preservando o local onde você vive, reciclando o próprio lixo e ensinando outras pessoas, as coisas já começam a mudar.

Uma dica é começar a conhecer e optar por marcas que focam na preservação, como aquelas que não usam plástico e fazem parte de programas ou ONGs de reciclagem.

Importante

A vida moderna atual prega pela facilidade, rapidez e uso indiscriminado, pouco pensando no amanhã.

Dessa maneira, esse é um dos hábitos que você precisa ter em mente para começar a mudar agora mesmo.

Um passo de cada vez, uma casa de cada vez.

 

Por fim, você ainda tem alguma dúvida ou gostaria de saber mais?

Comenta aqui embaixo e aproveite para compartilhar as suas dicas com nossos leitores ou mesmo o que gostaria de ver aqui na página.

Grande abraço e até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *