Quais os equipamentos e serviços que compõem o meio ambiente?

Quais os equipamentos e serviços que compõem o meio ambiente?

Toda atividade industrial, quando não executada de forma responsável, pode causar uma série de impactos para o meio ambiente. A geração de resíduos, lixos industriais e efluentes são consequências da rotina industrial. Por isso, há uma série de cuidados que os empreendedores precisam ter para que a empresa funcione dentro das normas impostas pela legislação ambiental brasileira.

Indústrias que focam em atividades de mineração ou exploram o solo de alguma forma, por exemplo, são mais suscetíveis a gerar contaminação desses ambientes.

Por isso, práticas como o Tratamento de água e efluentes são tão necessárias. Afinal, toda atividade que desgasta, degrada ou altera as condições naturais do solo, das bacias hidrográficas e do ecossistema precisam minimizar os prejuízos causados à natureza.

Além de ser uma obrigatoriedade por lei, essas atitudes são fruto de empresas que prezam pelo desenvolvimento sem perder a responsabilidade social e ambiental.

Pare e pense: quantas indústrias ou empresas são mais admiradas quanto fazem um trabalho honesto? Esse é apenas um detalhe no meio do que deveria ser uma rotina desse segmento.

Se você quer melhorar os processos da sua indústria e não sabe como, continue lendo este artigo e confira os tipos de serviços de rotina mais comuns na preservação ambiental.

Tratamento de água e efluentes

O uso da água é comum na rotina das indústrias. Mas, depois que esse elemento é usado na produção de algum produto ou na lavagem de equipamentos, a água passa a ser um efluente.

Os efluentes não são feitos só de água, mas sim de sólidos contaminantes. Por isso, fazer o Tratamento de água e efluentes da forma correta é fundamental.

Além de evitar o descarte incorreto dos resíduos e a contaminação de rios, solo e outros elementos da natureza, essa prática evita o chamado esgoto sanitário.

Toda água contaminada ou efluente lançado de forma incorreta na natureza pode gerar uma série de problemas ambientais, como:

  • Aumento e proliferação de doenças;

  • Desequilíbrio e mortalidade no ecossistema aquático;

  • Contaminação de água;

  • Prejuízos para a rede de saneamento básico e esgoto.

Tratamento de efluentes x sustentabilidade ambiental

Nesse contexto, uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS) reforça a importância do tratamento de água para o desenvolvimento. De acordo com um estudo da organização, a cada R$ 1,00 investimento nessas ações de tratamento, R$ 4,00 são economizados na saúde pública.

Um dos equipamentos mais usados nesse processo de tratamento é a Estação compacta de tratamento de efluentes industriais. A principal diferença desse equipamento em relação às estações de tratamento convencionais é o tamanho.

No entanto, a qualidade do processo é a mesma e até mais abrangente já que a estação compacta pode ser usada em indústrias de pequeno porte ou em outros ambientes comerciais que não contam com um espaço amplo para isso.

Além de tratar os efluentes industriais e remover poluentes dessas substâncias por processos químicos, físicos e biológicos, a Estação compacta de tratamento de efluentes industriais apresenta outras vantagens. São elas:

  • Maior praticidade na hora de usar o equipamento;

  • Mais facilidade nos processos;

  • Economia de espaço.

Ou seja, esse equipamento não pode faltar na sua indústria.

Ao fazer o descarte correto dos efluentes industriais, há benefícios para todos. A natureza ganha com a redução dos impactos ambientais, a população com mais qualidade de vida e a indústria com uma posição de consciência que a sustentabilidade ambiental oferece.

Projeto de licenciamento ambiental: uma necessidade

Toda atividade industrial precisa seguir a legislação ambiental para funcionar legalmente. Independente do tamanho da empresa ou do segmento, as regras são claras.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, precisam de licença os segmentos que causem qualquer tipo de dano ou poluição na natureza. São exemplos, as indústrias que praticam atividades como:

  • Exploração mineral;

  • Atividades de garimpo;

  • Lavra a céu aberto;

  • Fabricação de aço;

  • Usinas de produção de concreto.

Toda empresa que não cumpre com as obrigatoriedades de acordo com o segmento industrial pode perder a licença ou se enquadrar na Lei de Crimes Ambientais nº 9.605.

As punições e multas são variáveis conforme a violação. Por isso, é ideal que as indústrias sigam um Projeto de licenciamento ambiental e busquem todas as autorizações e alvarás.

A lista completa das indústrias sujeitas a submissão de um Projeto de licenciamento ambiental pode ser encontrada na em cartilhas disponibilizadas pelo governo federal. Confira as normas que se enquadram para a sua empresa com profissionais reconhecidos da área.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *