Procedimentos industriais na coleta de resíduos

Procedimentos industriais na coleta de resíduos

O meio ambiente é composto por fauna, que consiste na presença dos animais assim como da flora, que é a natureza, floresta e rios. Também é formado por solo, lençóis freáticos e a sociedade, de modo geral.

Uma das ameaças da natureza é a poluição e contaminação por meio de resíduos perigosos, efluentes produzidos dentro do ambiente industrial assim como, ações que prejudicam o meio ambiente.

Por conta da importância e complexidade desse assunto, esse artigo vai tratar sobre a importância de fazer uma coleta adequada desses resíduos e de limpar os efluentes.

Como deve funcionar a Coleta de resíduos perigosos?

Quando o assunto se refere à evitar a poluição ambienta, a coleta de resíduos perigosos é uma temática bastante interessante e que deve ser discutida nesse artigo.

Esse tipo de coleta é focado também em uma gestão desses resíduos e como eles serão transportados. Resíduos perigosos são elementos tóxicos, altamente poluentes, nocivos à saúde e ainda, podem ser radioativos.

Por isso, existem leis que verificam como esses materiais devem ser descartados e transportados pela empresa, assim como determinam as penas para quem descumprir as regras.

De modo geral, a coleta e transporte de resíduos que são considerados perigosos são regidos pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).

Esse conselho verifica também como o tratamento desses resíduos deve ser feito e quais as normas técnicas para o seu deslocamento. No caso do transporte, existe também uma parceria com a Agência Nacional de Transporte, visando estabelecer as normas técnicas.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) também atua nessa regulamentação, que visa verificar se esses materiais podem passar por reciclagem ou serem reaproveitados de alguma forma.

O Estado também tem responsabilidade sobre o deslocamento desses resíduos e também atua na regulamentação própria sobre como deve ser a coleta como o transporte, visando a maior segurança do meio ambiente e dos funcionários que atuarão em contato com os materiais.

No caso da coleta de residuos não perigosos, que podem ser outros materiais como papel, vidro, material orgânico e outros, também existem normas e regulamentações técnicas quanto ao seu descarte e coleta visando a segurança e higienização.

Indústria: Desde o tratamento de efluentes e até o descarte de resíduos

Os efluentes industriais são elementos que são compostos por sistemas biológicos, despejos industriais, águas residuais que são gerados em processos dentro da indústria.

Para tratar desses resíduos para seu reaproveitando ou para que seu descarte seja feito de forma correta, existe a estação de tratamento de efluentes industriais.

Nessa estação existem alguns elementos, como:

  • Reatores;
  • Decantador;
  • Sistema de aeração;
  • Caixas de gradeamento;
  • Separadores tanto de areia como de óleo;
  • Filtros;
  • Floculação para separação do lodo.

Além deles, existe um sistema que visa a desodorização da água, assim como sistemas de desinfecção, adicionamento de cloro além do processo de osmose reversa.

Nesse sistema também está presente um filtro tanto para areia como para o carvão além de bombas dosadoras que são acopladas a todo o sistema.

No processo da estação de tratamento de água industrial ocorre também o controle do pH, assim como instalação de válvulas que são automáticas, agitadores e tanques.

É importante que esse serviço seja realizado pela indústria para que os materiais sejam descartados de forma correta, e não afetem negativamente o meio ambiente por meio da poluição.

Além do tratamento de efluentes, a indústria precisa estar atenta também ao descarte de resíduos industriais, que geralmente são químicos e resultantes dos processos internos.

Para fazer o descarte desses materiais é importante classificar qual é o produto ou resíduo que está sendo descartado com o objetivo de contatar a empresa de forma assertiva.

Por exemplo, existem compostos líquidos que são altamente perigosos que precisam estar dentro de sua embalagem original ou em um material que contenha um plástico rígido.

Além disso, se o material conter elementos cortantes, isso também deve ser notificado e a embalagem deve estar lacrada.

Medicamentos vencidos e outros tipos de resíduos também precisam ser notificados, para que se verifique qual é o melhor galão de descarte, que seja mais adequado ao tipo de produto que a empresa deseja comercializar.

O descarte de produtos quimicos industriais é um assunto bastante delicado que precisa seguir as normas e regulamentações técnicas de segurança, evitando a contaminação.

Existem empresas que são especializadas nesse tipo de serviço e que podem ser consultadas para auxiliar nesse processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *