Confira como é feito o tratamento de efluentes

Confira como é feito o tratamento de efluentes

Problemas como o aquecimento global, a extinção de espécies e o aumento do nível dos oceanos têm provocado cada vez mais discussões a respeito da sustentabilidade, cuidados e tratamentos com a natureza.

Vale ressaltar que isso acontece nos mais diversos âmbitos sociais, do educacional ao profissional.

Para as empresas, isso significa que elas têm que se adaptar aos novos tempos. Por exemplo: lançar esgoto não tratado em rios pode causar uma severa crise de imagem para o negócio, bem como sanções do poder público.

Consequentemente, é preciso que os empreendedores fiquem atentos e tornem suas práticas cada vez mais ecológicas.

A indústria e a construção civil não são exceção a isso.

Como suas atividades causam um impacto ambiental considerável, é preciso que elas façam mais do que o tratamento de esgoto: é essencial que todos os seus efluentes sejam tratados e descartados corretamente.

Quer aprender mais a respeito disso? Então continue lendo e confira algumas dicas para realizar este procedimento da maneira correta:

Contratação de uma empresa ou de uma equipe

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a gestão de resíduos é algo que exige ajuda profissional. Normalmente, biólogos e engenheiros ambientais trabalham lado a lado, com o objetivo de minimizar o impacto ambiental das atividades de uma empresa.

Por conta disso, é fundamental que o negócio com com uma empresa de tratamento de efluentes industriais.

Este estabelecimento conta com um time de profissionais qualificados e preparados para tornar o processo o mais eficiente possível, melhorando a reputação do negócio e reduzindo o risco de que ele seja enquadrado em uma violação à lei ambiental.

Da mesma forma, há a opção de se contratar uma equipe interna, que se responsabilize integralmente por todas as etapas do procedimento.

Normalmente, esse investimento se justifica em estabelecimentos de grande porte; do contrário, a contratação de empresas de tratamento de efluentes fará mais sentido.

Levantamento da situação atual

Quando uma equipe ou uma empresa prestadora de serviços de gestão de resíduos são contratados, sua primeira atitude é levantar a situação atual da empresa quanto a esta atividade.

Por meio de análises e entrevistas, são obtidas informações como:

  • A quantidade de resíduos gerados;

  • Os contaminantes presentes, como produtos de limpeza;

  • Se já há profissionais responsáveis pela tarefa;

  • A meta a ser atingida quanto ao tratamento de resíduos.

Estes dados servem como ponto de partida para a elaboração de toda e qualquer política de tratamento de efluentes em um negócio.

Afinal, em alguns casos, é possível que já haja uma estrutura mínima para a realização das atividades, bem como que os contaminantes sejam mais ou menos prejudiciais à natureza.

Observação das normas legais

A preocupação social crescente com a sustentabilidade tem feito com que o poder público aprove uma série de diplomas legais relativos ao tratamento de resíduos.

O mais emblemático de todos é a chamada Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/10), que dita as normas básicas relativas ao lixo sólido.

Apesar de esta ser uma legislação federal, também pode haver leis estaduais e municipais a respeito do tratamento de resíduos.

Da mesma maneira, é possível que existam normas reguladoras editadas por outros órgãos e que estabeleçam regras ambientais para determinados setores econômicos.

Todos estes documentos têm que ser levados em conta e respeitados; do contrário, o negócio poderá sofrer sanções.

Consequentemente, é essencial que seja feito um levantamento a respeito da existência de tais diplomas legais.

Afinal, fornecedores de produtos químicos, por exemplo, têm que seguir regras que são diferentes daquelas firmadas para canteiros de obras.

Elaboração de um plano

Com base na análise da situação atual da empresa e das normas legais existentes a respeito do setor no qual ela atua, é possível que a equipe ou a empresa contratada trace planos e políticas a respeito da gestão de resíduos dentro do negócio.

Trata-se de um documento que reúne informações a respeito de investimentos, construção de instalações, metais, indicadores a serem acompanhados e muito mais.

Vale ressaltar que aquilo que o conteúdo do ano não importa somente a quem trabalha na área de gestão de efluentes: todos os colaboradores devem estar cientes dos procedimentos e metas a serem atingidos.

O objetivo é que a empresa com um todo transforme a sustentabilidade em um dos pilares de seu trabalho, incorporando técnicas ecológicas em seu cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *