O que é uma estação de tratamento de efluentes?

O que é uma estação de tratamento de efluentes?

A água, como todos sabemos, é um item essencial para manter a vida no mundo e as atividades do cotidiano. Isso porque ela é o material responsável pela manutenção da vida e da saúde, compondo mais de 70% do corpo humano.

Mais ainda, é por meio dela que podemos realizar nossas tarefas como a produção de alimentos, também essenciais para nossa sobrevivência.

Apesar do mundo também ter mais de 70% de sua composição em água, nem toda essa quantidade está apta para uso.

Deste modo, é imprescindível contar com procedimentos que possam tornar a água já utilizada em algum outro processo, como o industrial, em apta para reuso.

Neste contexto, o saneamento básico é uma ajuda para mantermos esse bem, porém, não é suficiente para cuidar desse bem tão precioso.

Por esse e outros motivos existem diversas formas de tratamento que podem ser aplicados em nossas casas, negócios e até nas indústrias de forma a tratar esses efluentes.

Isso é necessário pois diversas atividades de nosso cotidiano produzem resíduos que podem contaminar a água.

Para saber mais sobre os processos de tratamento de efluentes e formas de reuso para a água continue acompanhando este artigo!

Tratamento de efluentes

De modo geral, uma Estação de tratamento de efluentes serve para fazer o devido tratamento de efluentes, de forma a evitar impactos ambientais que poderiam ser causados por materiais contaminados.

Mas, a priori, cabe ressaltar que os efluentes são produtos líquidos ou gasosos que são resultados das ações humanas. Normalmente eles são separados em dois tipos: Industriais e domésticos.

Para se ter uma ideia, as chaminés de fábricas são as principais geradoras de efluentes gasosos, resultado das operações realizadas nesse ambiente que podem vir a contaminar o ar.

Já os efluentes líquidos podem vir de diversos lugares, como das torinas domésticas até as industriais. Normalmente eles são elementos químicos ou algum agente misturado a água.

Com o intuito de minimizar os resíduos e a contaminação existem filtros e outros mecanismos de retenção de efluentes tanto nas chaminés quanto nos sistemas hidráulicos.

Desse modo, é possível afirmar que os filtros diminuem a poluição no ar, além de iniciar o tratamento de agua.

Como dito, é necessário que haja tratamentos para estes problemas, para que fontes de recursos como rios voltem ao seu estado natural, não sejam contaminados e também para manter o equilíbrio ambiental.

O tipo de tratamento tem que ser indicado com base da carga poluidora e a presença de contaminantes. Por esse motivo precisam ser feitas inúmeras análises por pessoas capacitadas, para determinar como será feito tratamento e o poluente a ser identificado.

Assim, é interessante contar com Empresa de tratamento de efluentes industriais de renome, que pode ser identificada após um estudo de mercado e análise de benefícios que ela proporciona.

Essa empresa será a responsável por analisar o efluente e verificar qual o procedimento de tratamento mais adequado para o contaminante produzido no local.

Isso é necessário pois, como dito, existem diversas formas de contaminação e, consequentemente, diversas formas de tratamento.

De modo geral, essas empresas contam com serviços como:

  • Descarte correto do material;
  • Destinação legal e ambiental correta dos efluentes;
  • Menor custo no descarte;
  • Agilidade mo processo de descarte;
  • Análise dos efluentes em laboratórios.

Por isso é sempre bom ter uma empresa com especialistas trabalhando para haver maior efetividade nos processos.

Tipos de tratamentos

Como mencionado, existem diferentes formas de tratamento, sendo que os mais utilizados são:

  1. Gradeamento: Tratamento voltado para a água captada de rios, lagos e poços. De modo geral, ela passa por um sistema de grades que são colocadas em lugares estratégicos para impedir a passagem de detritos;
  2. Decantação: Esse processo é muito presente nesse meio e ele consiste na separação de substâncias/misturas mais rígidas que podem estar presentes nos efluentes;
  3. Flotação: Procedimento físico-químico que faz a adição de bolhas de ar em uma suspensão coloidal. O processo é feito por meio da suspensão dos materiais contaminantes por essas bolhas que realizam a separação do material “limpo” do que deve ser descartado, auxiliando de forma positiva o processo de limpeza.

Cetesb

cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) tem como objetivo o controle das atividades que podem prejudicar ou trazer algum impacto para o meio ambiente.

De modo geral, esse controle é feito por meio de fiscalizações, monitoramento e licenciamento das atividades, após o ajuste das operações mais nocivas.

Desse modo, ela é a responsável por verificar quais procedimentos podem impactar no meio ambiente e trazer soluções para que as empresas possam seguir com sua rotina produtiva sem gerar a contaminação da área.

Não são todas as empresas que tem obrigatoriedade de ter uma licença desse tipo, mas é interessante para a conscientização e engajamento que todas proporcionem um estabelecimento e padrões de produção adequados com a sustentabilidade.

Assim, são consideradas fontes poluidoras os locais que possuam presença ou lançamento de lixo ou contaminantes, que possam agredir o meio ambiente.

Nesse cenário, a licença garante o funcionamento legal do empreendimento, já que vai seguir os padrões de qualidade ambiental.

Para obter a licença são realizadas análises que envolvem meios burocráticos e a devida documentação que comprova a capacitação do local e que ele segue os padrões estabelecidos nas atividades exercidas na empresa.

Assim, contar com uma empresa que realiza o Licenciamento ambiental campinas é imprescindível para validar as operações do estabelecimento e garantir que ela está de acordo com as regras de preservação ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *