O impacto do lixo eletrônico no meio ambiente

O impacto do lixo eletrônico no meio ambiente

Por conta de todos os avanços tecnológicos, o consumo de aparelhos eletrônicos aumentou demasiadamente, gerando a produção de lixo eletrônico em grande escala.

Esse consumo tem reverberado em diversas consequências para o meio ambiente, principalmente, porque a maioria das pessoas não sabe o que fazer com seus equipamentos velhos que vão para o lixo.

Assim, entender essa questão, é se conscientizar para uma mudança de atitude que precisa acontecer.

Lixo eletrônico: Impacto no meio ambiente

O lixo eletrônico, visualmente, muitas vezes pode não ser considerado lixo, por não emitir odor e não sujar os espaços, as pessoas muitas vezes não o associam como deveriam.

Além disso, por não ter essa associação, é muito comum que as pessoas não saibam realizar o Descarte de resíduos eletrônicos da forma correta.

Esses equipamentos poluem o ambiente, além de gerar grandes impactos negativos, que prejudicam a saúde humana e a natureza.

Os eletrônicos têm em sua composição o mercúrio, um metal líquido, além do chumbo e do cádmio, elementos químicos que danificam o meio ambiente.

A indústria de eletrônicos está em alta no mundo todo, possuem tantos adeptos e consumidores que não podem ser mensurados.

Por conta dessa enorme quantidade de utilizadores, é muito importante que ao realizar o descarte de um equipamento que já não funciona, as pessoas tenham consciência da importância da reciclagem desses materiais.

Toneladas de lixo eletrônico no mundo todo

A imensidão tecnológica que se instaurou no mundo todo, é positiva em muitas formas diferentes, principalmente quando se fala de automatizar processos e facilitar a comunicação.

No entanto, isso quer dizer, que quanto mais pessoas consomem esses equipamentos provenientes da tecnologia, mais aumenta um fator que muitas pessoas não conhecem: A obsolência programada.

A obsolência programada acontece da seguinte forma: Quanto mais você consome um equipamento, por exemplo, celular, mais curto é o prazo de sua duração.

Isso porque a tecnologia cria o tempo todo novos eletrônicos, que deixam os antigos “ultrapassados”, incentivando os consumidores a adquirir os modelos novos.

Nesse processo, é criado em demasia a sucata eletrônica, que no Brasil alcança a produção de até 1,4 milhões de toneladas de lixo, que não são destinados aos lugares corretos.

Prejuízo ambiental e a natureza contaminada

Pela irresponsabilidade humana, os lixos eletrônicos são descartados em espaços errados, causando diversos malefícios ao meio ambiente e a saúde humana ao seu redor.

Muitas pessoas residem próximas aos ambientes desses descartes, gerando grandes contaminações que chegam ao lençol freático.

Realizar a Reciclagem de eletronicos sp é uma responsabilidade que não pode ser deixada para trás, já que suas consequências existem e são reais, gerando diversos impactos negativos no todo.

Assim, é preciso entender quais os malefícios gerados no ambiente e na saúde humana, quando esse descarte é realizado de forma errônea, são eles:

  • Aumento da poluição;
  • Contaminação do solo e da água;
  • Saúde pública prejudicada;
  • Acúmulo de itens que demoram a se decompor.

Descarte correto de eletrônicos: Como fazer

Muitas pessoas têm dúvidas em relação ao descarte correto de eletrônicos que já não possuem utilização, sejam eles computadores, celulares, pilhas, baterias e outros.

Todos esses itens, quando não funcionam mais, devem ser reciclados, ou seja, transformados em objetos de utilização.

Existe a possibilidade de que sejam levados a lojas ou empresas que dão um destino a eles, reciclando-os, ou até mesmo utilizando algumas de suas peças para concerto de outros utensílios eletrônicos.

Uma outra opção é vender Sucata de Cobre Preço variável. Muitas pessoas compram esse tipo de material, já que podem ser reutilizados para diversas finalidades, como a montagem de novos equipamentos e até mesmo para finalidades artísticas.

Dessa forma, essa também é uma opção a ser considerada, ou claro, a doação aos locais que os utilizam.

Através da reciclagem, os eletrônicos ganham outra utilidade, mudando o destino da natureza, que não será prejudicada pelo descarte incorreto.

Reciclagem de eletrônicos

No Brasil, esse tipo de reciclagem é feita em baixa escala, normalmente por profissionais que sabem utilizar os resíduos para outras finalidades.

É muito comum que esses materiais sejam enviados para países que realizam esse trabalho de reciclagem com altas tecnologias, por exemplo, através de processos que separam as substâncias tóxicas dentro dos equipamentos eletrônicos.

A partir de seu recebimento, esses equipamentos são separados através de uma triagem, esse serviço pode ser feito tanto por tecnologias como por profissionais.

Nesse processo, os itens que podem ser aproveitados são separados dos que não podem.

Os materiais que não podem ser aproveitados são desmontados e separados por peças, que são destinadas a setores diferentes para serem reaproveitados.

Pode-se concluir, diante de todas essas informações, a enorme responsabilidade que é reciclar aparelhos eletrônicos.

Quando não são destinados aos locais corretos, prejudicam o meio ambiente, a natureza, e todas as pessoas e animais que vivem nela.

Por isso, a partir desse entendimento, a pesquisa de locais que realizam essa reciclagem e levar até eles os aparelhos eletrônicos que seriam jogados ao lixo, é fundamental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *