O desenvolvimento sustentável e seus aspectos

O desenvolvimento sustentável e seus aspectos

O desenvolvimento humano foi acontecendo de forma natural e em algum momento da História, mais precisamente durante o século XIX, na chamada Revolução Industrial, esse desenvolvimento foi se tornando sistemático de modo que a prestação de serviços e de produtos foi alcançando um espaço de produção serial.

Com o passar do tempo, as indústrias se tornaram grandes e as atividades de exploração da natureza foram tendo mais alcance.

Com isso, a natureza começou a responder de forma visceral, a temperatura média do planeta vem crescendo, começa-se o derretimento das geleiras e uma desordem gradativas dos climas.

Assim, a partir dos anos de 1980, temas como o desenvolvimento sustentavel e sustentabilidade ganhou espaço e até hoje é discutido. Por conta de vários processos, esse quesito de sustentabilidade se tornou apenas em ações ecológicas e que sejam menos poluentes.

Isso não contempla todo o conceito, muito mais do que ações ecológicas, é desenvolver todo um processo que visa a perpetuação do planeta, para que haja:

  • Equilíbrio;
  • Legado;
  • Continuidade;
  • Conservação.

Deste modo, o planeta Terra só conseguirá se manter se ocorrer o gerenciamento dos impactos causados pelo desenvolvimento, já que os recursos são finitos, e portanto, todos são responsáveis por sua preservação.

Neste artigo abordaremos sobre o que é desenvolvimento sustentável e sobre ações que permitem a elaboração de uma consciência ambiental, como a construção de uma educação ambiental para todos.

O que é desenvolvimento sustentável?

O desenvolvimento sustentável está atrelado a construir um equilíbrio entre desenvolvimento humano, citadino e a redução dos impactos ambientais causados por esse desenvolvimento.

Sendo assim, é a possibilidade de suprimento das necessidades da geração atual, sem que as gerações futuras sejam prejudicadas. Deste modo, a empresa de reciclagem de papel é uma das ferramentas de fazer com que esse desenvolvimento seja garantido.

Esse conceito pode ser aplicado tanto no contexto de uma empresa como no de uma cidade, de um Estado e de um país, e tem como objetivo a utilização dos recursos naturais de forma equilibrada, para que o desenvolvimento socioeconômico e cultural seja possível.

O conceito de desenvolvimento sustentável, aplicado tanto na produção de fertilizante foliar para flores, industriais e comércio, foi usado pela primeira vez no ano de 1987, em um relatório conhecido como Relatório Brundtland, que foi elaborado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, que foi criada pela Assembleia das Nações Unidas da ONU.

Segundo esse relatório, o desenvolvimento sustentável é a capacidade de “satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras”.

Além do uso adequado e equilibrado dos recursos naturais, esse tipo de desenvolvimento têm três componentes essenciais como sustentabilidade ambiental, sustentabilidade econômica e sustentabilidade sociopolítica.

Os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A preocupação com o desenvolvimento sustentável fez com que os órgãos internacionais e os países se unissem para que as empresas e governos adotassem medidas em determinado prazo para que certas metas sejam atingidas. Um dos planos foi a composição das ODS.

As ODS é a sigla para Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e foi elaborado pela Organização das Nações Unidas e compõe um documento chamado de “Transformando Nosso Mundo: A agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”.

É composto por diversos itens e por 17 Objetivos que visam um desenvolvimento sustentável, a melhoria da qualidade de vida, ajudando na preservação do ecossistema e o garantimento da prosperidade econômica.

As empresas frente a tudo isso enfrentam um grande desafio, já que elas são uma das maiores responsáveis pela transformação e garantia desse desenvolvimento.

Muito mais do que repensar os processos, a topografia triangulação, criar um processo sustentável significa também criar oportunidades econômicos, ambientais e socais.

Uma das estratégias que as empresas estão adotando é a chamada economia circular. Esse tipo de modelo é alternativo, e separa o crescimento da utilização dos recursos escassos e trabalha dentro dos limites dos recursos naturais, ajudando com que as empresas inovem.

Deste modo, nasce um ciclo de desenvolvimento positivo contínuo e otimiza a capital natural, minimizando riscos sistêmicos, e criando fluxos renováveis.

Portanto, entendemos que um desenvolvimento sustentável passa por muitos aspectos, sendo necessário a criação de um planejamento alinhado com as ODS.

Criar novas formas de desenvolvimento permite que o planeta consiga existir, deixando um legado, que é o da própria sobrevivência da humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *