A importância da coleta seletiva

A importância da coleta seletiva

É gerado milhares de toneladas todos os dia e podem ter origem de vários locais como casas, empresas, ruas entre outros. Apenas a Lixeira de rua  sem a coleta seletiva não daria conta e sem contar que alguém tem que esvaziar a mesma.

Assim sendo é necessário que haja um sistema de coleta do mesmo, pois não só devido a doenças que podem trazer, trazem prejuízo ao meio ambiente.

Coleta de lixo

Na maior parte das regiões o processo ou serviço de Coleta de lixo é de responsabilidade do Estado, por meio de uma organização municipal. Esse processo é essencial para a sociedade pois sua função é manter a cidade limpa.

A coleta de resíduos sólidos nada mais é que recolher resíduos que são gerados e os levar para local adequado. Os locais de coleta que que fazem este tipo de serviço podem ser privadas ou públicas.

Porém nem sempre essa coleta tem a destinação certa e quando isso acontece causa prejuízos ambientais.

A destinação do que é coletado deve seguir os padrões e regulamentação da área que é feita a coleta, e nesse processo pode haver reutilização, tratamento, reciclagem ou a disposição final.

O termo disposição final se aplica ao processo de descartar resíduos em aterros sanitário, porém em alguns lugares isso é feito a céu aberto que acaba sendo prejudicial ao meio ambiente..

Imagine que não tenha um local adequado para descartar todo o lixo da sua casa, o mesmo irá acumular, com o tempo vai gerar mau cheiro, sem contar que atrai pragas como baratas, ratos entre outras, vendo isso perceba como é importante ter a coleta.

Repare que o serviço de coleta funciona para milhares de residências e também recolhe lixo das empresas. Os locais que fazem o trabalho de coleta se pensarem bem consegue lucrar se souber o que está carregando.

Para ajudar esse trabalho também existe a Lixeira de ferro para calçada que faz parte de processo de coleta, pois centraliza o lixo em um ponto, facilitando a coleta.

Coleta seletiva de lixo

Existe um outro tipo de coleta que não se basta apenas em coletar e levar para um local de descarte, ela tira proveito do que é coletado, consegue gerar renda em cima do que normalmente é descartado.

E esse processo é a  Coleta seletiva de lixo, que separa o lixo para poder aproveitar o que pode ter utilidade ainda. Nesse processo é necessário que lixo seja separado em secos, úmidos, recicláveis e orgânicos.

Dessa forma o lixo quando chega nas cooperativas, é separado com muita atenção o que pode ser reaproveitado e o que não pode ser, é levado  para aterros sanitários.

Para ajudar esse trabalho muitos locais, usam Lixeira seletiva preço que é justo o valor devido a ajuda que proporciona, pois assim já logo no início do descarte já tem a separação, dessa forma já ajuda muito o processo de reaproveitamento

Para usar esse processo de coleta não precisa depender apenas da prefeitura, em seu próprio condomínio pode se dar esse início e ainda gerar verba para ser usada nele mesmo.

Lixo hospitalar

Lixo hospitalar ou também chamado de resíduo de serviços de saúde, é qualquer descarte proveniente de estabelecimentos de saúde ou qualquer unidade que faça atendimentos de natureza médica, isso vale tanto para animais quanto humanos.

Esse tipo de descarte também pode ser encontrado em outros locais como laboratórios ou centros de pesquisa. Independente de qual local venha esse lixo, o descarte do mesmo deve seguir regras para evitar contaminação ambiental.

O resíduo de serviços  de saúde é uma grande ameaça  saúde humana e também ao meio ambiente, quando não é feito certo o processo de descarte.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) criou regras nacionais sobre o tratamento desse tipo de descarte, existem cinco tipos de lixo hospitalares, que são:

  • A – Potencialmente infectantes, presença de agentes biológicos

  • B – Químicos, possui substâncias que fazem mal a vida.

  • C – Rejeitos radioativos.

  • D – Resíduos comuns, materiais passíveis de reciclagem.

  • E – Perfurocortante, instrumentos que possam perfurar ou cortar.

Desses tipos o que mais pode causar problemas ao meio ambiente é o lixo infectante, caso esse tipo entre em contato com água ou com o solo, pode causar sérios danos à vegetação sem contar a contaminação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *