Gestão de resíduos para descarte regular

Gestão de resíduos para descarte regular

Os resíduos sólidos, gerados pelo aumento de consumo dos mais variados produtos, de restos de comida a detritos de produtos eletrônicos, têm levado a um descarte indevido crescente.

Sendo assim, os avanços da tecnologia trouxeram muitos benefícios para o ser humano. Mas também vieram muitos problemas, que devem ser solucionados urgentemente.

Muitos estudos revelam que a reciclagem é uma das principais saídas para recuperar o meio ambiente, aproveitando corretamente a matéria prima que ele oferece, criando um ciclo de aproveitamento dos produtos.

Reaproveitamento pode ser a solução

Para suprir as necessidades de consumo, é preciso estar atento aos sinais de desgaste da fonte de matéria prima. Para isso, é preciso colocar em prática a sustentabilidade, respeitando o ecossistema existente nos grandes centros urbanos e no uso da terra com inteligência e praticidade.

Os recursos naturais podem ser recuperados, por meio do reaproveitamento de solo ou replantio de árvores.

O uso da terra no setor agropecuário e na agricultura também pode passar por transformações, administrando de forma inteligente o pastoreio e as plantações.

Com a implantação de processos de recuperação de solo, é possível que os empresários desses setores sejam grandes responsáveis pelo restabelecimento de uso, por meio de uma gestão ambiental, integrada à produção agrícola e agropecuária.

Os recursos hídricos e matérias primas oriundas da natureza podem ser reaproveitadas em diversos setores da cadeia produtiva, de forma inteligente e sustentável.

O importante é seguir um planejamento que atenda a todos os setores, da produção ao consumo, de maneira inteligente e integrada à natureza.

Até mesmo o setor macroeconômico, que tem um grande impacto na geração de empregos, deve estar atento à geração de resíduos sólidos e ao reaproveitamento deles, com a transformação de demolições em matéria prima, gerando reaproveitamento no próprio setor de desenvolvimento urbano.

A gestão ambiental em obras de construção civil permite a reutilização de entulhos em diferentes setores, como o assentamento de terrenos, fabricação de blocos, guias e bancos, para ficar apenas em alguns exemplos.

Esse cuidado com o reaproveitamento de resíduos sólidos da construção civil, aliado à transformação em novos produtos de uso comum, economiza matéria prima retirada diretamente da natureza, contribuindo diretamente com a sustentação dos recursos naturais.

O mesmo pode ser feito pela sociedade civil, tendo o cuidado com o lixo doméstico dispensado diariamente nas lixeiras. É possível colocar em prática hábitos comuns, de fácil realização, como a coleta seletiva.

Separar em diferentes depósitos o papel, as tampas de ferro e as latas de alumínio, o vidro e o plástico facilita muito a reciclagem desses produtos.

Atualmente, as organizações governamentais têm trabalhado em conjunto com a sociedade civil e empresas especializadas no recolhimento e transformação desse tipo de descarte em novos produtos, que retornam ao consumidor de forma limpa e sustentável.

Colocando em prática o reaproveitamento de tudo que é possível, diversos benefícios são trazidos ao ser humano, e à toda forma de vida existente no planeta:

  • Equilíbrio e preservação da flora e fauna;
  • Reequilíbrio da natureza, evitando desastres ambientais;
  • Ar puro e água limpa de rios e lagos;
  • Melhora da qualidade de vida.

Setores importantes de descarte

Alguns setores muito importantes da sociedade civil, imprescindíveis para a vivência, precisam ter o discernimento de que precisam ser responsáveis por todos os resíduos que geram. É o caso de clínicas odontológicas, clínicas médicas e hospitais.

Por se tratar de um resíduo muito específico, é preciso que haja o correto descarte de lixo hospitalar. Empresas especializadas devem ser contratadas para fazer o descarte corretamente, impossibilitando o reaproveitamento de qualquer tipo de material.

Nesses casos, a incineração é o único caminho que existe. Essa queima deve ser realizada em fornos especiais, com equipamentos fabricados para essa única função.

Outro setor que deve ser responsável por todo o lixo descartado está nas grandes redes de supermercados. O descarte de caixa de papelão atacado é muito grande, e por isso mesmo deve ser trabalhado de maneira a ter um retorno para a reciclagem.

Além disso, os fornecedores de produtos que estão vinculados à logística reversa, como pilhas, baterias, lâmpadas e pneus, devem ser responsáveis pelo recolhimento e devido encaminhamento para descarte e reciclagem do que for possível.

Esses dois setores, guardadas as devidas proporções, são responsáveis por boa parte dos resíduos sólidos que devem ter um destino correto, evitando ao máximo prejudicar a natureza e todos aqueles que dependem dela para sobreviver, ou seja, toda a humanidade.

Seguindo essas medidas de descarte regular todos saem ganhando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *