Entenda como é feito o gerenciamento de resíduos

Entenda como é feito o gerenciamento de resíduos

O gerenciamento de resíduos sólidos é importante não apenas para o meio ambiente, que se beneficia de procedimentos que garantem o descarte adequado de materiais, como também para a saúde humana.

Dessa forma, é importante conhecer mais sobre esse processo e como ele acontece.

No artigo a seguir, saiba mais informações sobre esse tipo de gerenciamento e fique por dentro dos impactos extremamente vantajosos da descaracterização e do coprocessamento de uma série de resíduos que podem prejudicar a natureza e a qualidade de vida das pessoas.

Importância do gerenciamento

O gerenciamento de resíduos acontece pois é importante para qualquer tipo de atividade que haja um controle preciso sobre as formas de tratamento e descarte de diversos tipos de materiais e substâncias.

Em muitos casos industriais, por exemplo, liberar residuos perigosos é uma constante em uma grande variedade de processos de produção.

Desse modo, as autoridades regulamentadoras devem autorizar a atividade exercida e o responsável deve, portanto, comprovar que possui capacidade econômica e técnica de cuidar adequadamente dos procedimentos executados e dos resíduos gerados. que não podem ser descartados na natureza de forma deliberada.

Nesse caso, o Cadastro Nacional de Operadores de Resíduos Perigosos serve justamente para que haja mais controle e fiscalização nesse sentido, promovendo ações de preservação ambiental e evitando que a negligência no descarte e na deposição final de substâncias gerem prejuízos para a saúde das pessoas.

Algumas das obrigações das empresas desse segmento são:

  • Manter o registro atualizado
  • Oferecer um plano de gerenciamento eficaz e resolutivo
  • Informar anualmente sobre os procedimentos executados
  • Adotar medidas de redução do volume e periculosidade
  • Informar acidentes imediatamente

Vale lembrar que o correto Gerenciamento de resíduos perigosos exige, portanto, que os materiais jamais sejam descartados em locais como praias, mares, rios, etc. Além disso, o lançamento a céu aberto no meio da natureza também não pode ser executado.

Desafios que exigem soluções eficazes

Certamente, um dos maiores desafios da contemporaneidade é realizar o correto descarte de resíduos de composição sólida. Isso se deve não apenas ao crescimento populacional, que influencia nas demandas com relação a esse processo, como também ao crescimento econômico, que gera mais indústrias.

Seja no descarte cotidiano das pessoas, que muitas vezes jogam fora itens que ainda não chegaram ao fim de sua vida útil, ou nos procedimentos executados nas fábricas e indústrias de diferentes segmentos, o nível de acúmulo de lixo deve ser controlado para que não hajam problemas no futuro.

Não é por acaso que a legislação se volta para a cobrança da responsabilidade por atividades diversas que podem gerar impacto ambiental significativo e provocar poluição, contaminação, etc.

coprocessamento de resíduos perigosos é, portanto, uma forma de garantir mais segurança e bem-estar, sem falar na preservação do meio ambiente.

Coprocessamento

O coprocessamento é uma alternativa para quem busca economizar e garantir resultados satisfatórios ao mesmo tempo.

Isso porque ele consegue oferecer a possibilidade de destinação adequada a uma série de resíduos oriundos de procedimentos industriais, sem falar que ele pode ser empregado de modo estratégico com a finalidade de promover economia em indústrias como a de cimento.

Basicamente, estamos falando de dois procedimentos em um só. Tanto a queima dos resíduos a serem descartados em aterros sanitários, por exemplo, quanto a fabricação de itens que exigem altas temperaturas podem ser oferecidas pelo Coprocessamento de resíduos industriais.

A partir disso, é possível eliminar e destruir esse material em fornos extremamente eficazes e com alta performance de queima.

Essa técnica ajuda a preservar recursos naturais e substitui de modo resolutivo o uso de matéria-primas e combustíveis convencionais, especialmente quando estamos falando da produção de cimento.

Descaracterização

Já a Descaracterização de resíduos é o processo que transforma diferentes tipos de partículas para a facilitação da reciclagem, do reaproveitamento dos materiais e da redução dos volumes. Desse modo, esse processo traz muitas vantagens logisticamente falando e ainda pode tratar:

  • Resíduos de madeira
  • Documentos
  • Resíduos de produção
  • Plástico
  • Papelão

O mais importante é garantir que todos os procedimentos sejam conduzidos conforme as exigências dos órgãos regulamentadores, sem falar na importância indispensável de profissionais devidamente capacitados, gerando resultados mais satisfatórios e eficientes.

Isso é necessário para que o meio ambiente possa ser devidamente preservado e também para assegurar mais qualidade de vida para as pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *