Estação de tratamento de água e esgoto

Estação de tratamento de água e esgoto

A água é um recurso natural findável, apesar de ser fundamental para a existência, não somente humana, mas de animais e plantas. A ciência acredita que 70% do corpo humano é formado por água, o que pode ir diminuindo com o passar dos anos e envelhecimento.

De modo geral, precisamos de água para sobreviver, hidratar e conservar as células e bom funcionamento dos órgãos. Mas, como a água não é infinita, é importante atuar em sua conservação e preservação por meio da economia desse bem, assim como sua limpeza para reutilização.

A partir daí, existe a estação de tratamento de agua e efluentes, que também faz parte de uma proposta de saneamento básico.

O saneamento básico é uma ação bastante importante para a sociedade, porque preza pelo tratamento do esgoto assim como instalação de redes hidráulicas, que favorecem o deslocamento da água e seu escoamento até a central de tratamento dos efluentes.

Essa ação traz maior qualidade de vida à população, reduz os índices de doença, assim como de insetos transmissíveis de doenças.

Devido à importância desse artigo, vamos trazer mais detalhes sobre uma estação de tratamento de efluentes, seja ela compacta ou não. Confira!

Estação de tratamento de efluentes:  o que você precisa saber?

estação de tratamento de efluentes é utilizada para o tratamento de água e esgoto, e representa um avanço no saneamento básico. Os processos mais comuns de limpeza desses efluentes é por meio de:

  • Floculação;
  • Sedimentação;
  • Desinfecção;
  • Correção do pH;
  • Aplicação de flúor;
  • Dentre outros procedimentos .

Nesse processo de limpeza, a água vai passar por filtro prensa de variados modelos para garantir que a sujeira permaneça no filtro e a água fique mais purificada. Esse filtro também é utilizado para retenção de impurezas.

Além do uso do filtro prensa como um dos equipamentos nesse processo de tratamento, existem outros como: variados reatores (de mistura, floculação), decantadores e outros tipos de filtro, tanques para o armazenamento desses efluentes, corretores de pH e acidez, bombas (podendo ser centrífugas), além de variados instrumentos de medição.

Tudo isso para garantir um maior controle do processo de tratamento, assim como uma qualidade do material. Vale ressaltar que existe a ete de tratamento de água e outra para o tratamento do esgoto e outros tipos de fluidos.

Estação compacta: tenha em sua casa!

A estação compacta de tratamento de esgoto e água já é uma realidade em diversos lares e empresas. Sua instalação é mais comum:

  • Na indústria;
  • Em empresas;
  • Em condomínios;
  • Em locais com maior circulação de pessoas.

Contudo, é possível instalar esse tipo de estação mais compacta em sua residência. O processo de limpeza e renovação da água será bem parecido como em uma estação de tratamento comum.

Na ete compacta ocorre a floculação, quando esse esgoto é separado de suas partículas mais sujas, criando flocos que podem ser removidos facilmente no processo de sedimentação que vem logo em seguida.

Na sedimentação, essa sujeira vai para o fundo, onde será removida em um formato de lama. Também ocorre processos de filtração dessa água, tanto para remoção de partículas que estão no fundo, como aquelas que estão suspensas. Esses filtros, inclusive, podem ser limpos após o processo.

Na limpeza da água e esgoto é necessário ocorrer também um processo de desinfecção, porque aquele material está acumulando diversas bactérias e parasitas. Por isso, é fundamental destruí-los através desse processo.

estação de tratamento de esgoto compacta também vai atuar na secagem do material que passou pelo filtro ou pelo processo da sedimentação, assim como aplicação de flúor na água (até para uma prevenção da cárie) e a correção do pH (que tem a ver com a acidez).

Após esse ajuste do pH, a água está praticamente limpa e pronta para ser utilizada novamente pelos moradores e clientes.

Vale ressaltar também que o impacto de uma ete compacta é menor, assim como a utilização de seu espaço para instalação.  Essa ação é considerada sustentável e benéfica para o meio ambiente.

Para que o local possa ter esse tipo de tratamento é recomendado buscar a orientação tanto com a rede responsável pelo tratamento de água e efluentes em seu município, como com empresas que são especializadas nesse tipo de instalação e tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *