Descarte de materiais e licença ambiental

Descarte de materiais e licença ambiental

O processo e o conceito de produção advindas da industrialização fez com que o meio ambiente sofresse grandes retiradas de recursos, tanto para a instalação de comércios e indústrias quanto para proporcionar os itens de consumo.

Atualmente, no entanto, houve a percepção dos diversos efeitos negativos que a utilização desmedida dos recursos naturais e o descarte irregular dos resíduos trouxe para o ambiente e para a sociedade. Isso poderia afetar, inclusive, as gerações futuras.

Por esse motivo, diversas medidas de remediação foram estabelecidas para as atividades industriais. Além disso, diversas ações de redução de impactos e processos mais sustentáveis foram sendo incorporados nas plantas fabris.

Confira no texto a seguir algumas ações que podem auxiliar na preservação do ambiente, seja na rotina e ou linhas de fábricas.

Descarte de resíduos e eletrônicos

O descarte de resíduos e consequente poluição são originados dos objetos que não são mais utilizados, dos recursos não aproveitados e descartados inadequadamente e de todo o processo de fabricação de itens.

No primeiro caso podemos citar a sucata eletrônica. Esses materiais estão relacionados à informática, podendo ser desde computadores até celulares, carregadores, CDs e DVDs, por exemplo.

Quando inutilizados ou quando não há mais interesse nesses objetos é preciso realizar o descarte de forma adequada, pois seus compostos são altamente tóxicos e contaminam a natureza e todo o ecossistema.

Existem empresas mais voltadas para o meio ambiente e reciclagem, visando a devolução dos materiais para natureza de forma correta trazendo um novo uso para a sociedade.

De um modo geral, essas empresas também trabalham com a venda de sucata eletronica. Por meio dessa venda, pessoas que trabalham com reuso e com reciclagem conseguem comprar essas materiais mais baratos e comercializar, atribuindo uma nova função.

Com isso, o material que seria descarto ganha uma nova atribuição, não servindo como um vetor contaminante.

Já para realizar o descate de eletrônicos é possível realizar um cadastro online, no qual você pode indicar o desejo de venda/doação e pode especificar o tipo de sucata de eletronicos que fará. Para isso basta cadastrar o telefone e email que a empresa entra em contato para obter mais informações.

Além disso, se o cliente quiser ter a certeza de que o material descartado será reaproveitado ou terá o descarte correto, a empresa disponibiliza um certificado e número de rastreio do material.

Essa é uma forma de contribuir com o maio ambiente, evitando o acúmulo de materiais que seriam descartados nos lixões e que poderiam agredir o meio ambiente e a própria população.

Descarte de outros resíduos: como é feito na indústria?

A indústria é um grande polo de produção para o país inteiro, mas também pode gerar diversos resíduos sólidos e gasosos que são altamente contaminantes para o meio ambiente. Isso porque diversos processos físicos e químicos são realizados dentro desse ambiente.

Por esse motivo, muitas das ações demandam licenças e regulamentações sobre como desenvolver a produção e de como realizar o descarte de resíduos, apontando formas de reparação.

Portanto, o descarte de resíduos industriais é um assunto muito importante, que deve ser levado em consideração pelas indústrias.

Para que esse descarte seja feito de forma adequada é necessário ter um plano de gerenciamento de resíduos sólidos e gasosos, seu descarte e considerar procedimentos limpeza desse material para que ele seja descartado da forma menos nociva possível.

Esse cuidado é importante para que o solo e rios não sejam contaminados por conta de um despejo inadequado. Afinal, além de prejudicar todo o ecossistema, o descarte incorreto de substâncias traz riscos para a saúde das pessoas que moram próximo as fábricas e áreas de descarte.

Por isso, cabe as empresas, indústrias e sociedade fazer sua parte quanto ao descarte dos resíduos.

Você já ouviu falar em relatório preliminar?

De modo a ter um controle de que as empresas estão agindo de acordo com as leis e normas ambientais, alguns laudos e relatórios podem ser emitidos.

Um desses documentos é o relatório ambiental preliminar, que estabelece alguns objetivos e ações como:

  • Analisar se o empreendimento possui viabilidade ambiental;
  • Verificar se as tarefas e atividades são consideradas poluidoras;
  • Considerar aspectos físicos, econômicos e biológicos ;
  • Analisar o projeto urbano no local ;
  • Verificar quais impactos o empreendimento pode causar no meio;
  • Verificar ações mitigadoras.

Além disso, o relatório ambiental preliminar PDF contribui para o controle ambiental e orienta a empresa sobre as ações que ela deve realizar para não afetar o meio ambiente e reduzir os riscos de impacto negativo na natureza. Quem não tem esse relatório não possui uma licença ambiental prévia e, por isso, não pode atuar.

O Conselho Nacional do Meio Ambiente é o responsável por regulamentar esse relatório e emitir a licença.

Vale ressaltar que esse é um estudo técnico e, por isso, deve ser feito e elaborado por um profissional qualificado para a realização da atividade.

É importante que tanto o cliente esteja atento aos produtos que consome e quais são as medidas adotadas pelas fábricas visando apostar em empresas que sejam mais sustentáveis.

Já com relação à empresa, cabe a ela estar atenta as licenças e regulamentações ambientais que são necessárias para que o estabelecimento não prejudique o meio ambiente e nem seja multada por descumprir as regras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *