Como caracterizar os parâmetros das rochas e do solo

Como caracterizar os parâmetros das rochas e do solo

Você se lembra das aulas de geografia na época da escola? Mais especificamente as aulas de geologia, nas quais eram realizados estudos sobre o solo, sua constituição, suas propriedades, camadas internas, entre outras informações? Pois esses conhecimentos são extremamente úteis em outras áreas, tais como a da engenharia civil e ambiental. É necessária uma vasta quantidade de informações técnicas acerca da área em que uma construção será feita, e tudo isso começa no solo.

É preciso saber se determinado tipo de solo sustenta uma estrutura específica, sendo necessário detalhar como esse processo deve ocorrer. Essas informações podem ser obtidas através de uma investigação do solo. Hoje conheceremos alguns tipos existentes desse processo.

Como funciona o processo de reconhecimento do solo?

Um dos mais famosos processos é a sondagem de solo spt (standard penetration test – teste de penetração padrão, em português), também conhecida como ensaio à percussão ou como simples reconhecimento. Trata-se de um processo utilizado para explorar o subsolo, ou fazer um reconhecimento de suas características, definindo assim o tipo e o tamanho das fundações – alicerce, que serão instaladas no local.

As informações que podem ser obtidas por meio desse processo de sondagem são diversas. Por exemplo, através desse método é obtida a identificação de camadas do subsolo, e a classificação de cada uma delas. Associado a isso, obtém-se também, a capacidade de carga do solo nessas diferentes posições.

Outro uso interessante do ensaio à percussão é o reconhecimento e a medição do nível do lençol freático que se encontra no interior do subsolo.

Nota-se, portanto, a grande importância desse processo, pois possibilita detalhar o projeto das fundações, que são a base de toda obra, visto que é nelas que se apoia toda construção. O material utilizado para fazer o processo de sondagem de solo spt é muito simples, comparado-se a outros processos similares:

  • Tripé;
  • Conjunto motor-bomba de perfuração;
  • Haste;
  • Martelo;
  • Cabeça de bater;
  • Amostrador padrão.

Conheça um processo ainda mais simples

Existe outro tipo de processo para fazer o reconhecimento e obter as características do solo conhecido como sondagem a trado manual. Seu principal objetivo é extrair amostras de solo deformadas, para que se possa examiná-las em um laboratório. A partir da análise, pode-se obter informações, tais como o perfil geológico daquele solo que foi coletado.

Embora não se obtenha um número tão grande de informações como no método de ensaio à percussão, descrito anteriormente, o processo de sondagem a trado manual é extremamente simples, utilizando-se de duas ou até três pessoas para que possam, em conjunto, escavar o solo utilizando um trado.

O instrumento usado varia durante o processo, conforme vai se ganhando profundidade na perfuração ou a resistência do solo. Por se tratar de um procedimento simples, a profundidade obtida não é grande, o diâmetro do solo coletado é menor. Mas mesmo assim, é preciso cuidado durante e após o processo com as amostras coletadas, pois serão o objeto de investigação laboratorial, e amostras defeituosas comprometem a análise.

Se você achou os materiais do ensaio à percussão simples, saiba que os do processo de trado manual são mais simples ainda. São utilizados: recipientes e etiquetas para coletar e catalogar as amostras; trena para medir o nível alcançado; medidores de nível de água; para o processo de execução, é necessária uma luva de aço, uma cruzeta e uma haste. E, para a perfuração, utiliza-se uma ponteira de aço.

Percebe-se que ambos os procedimentos de sondagem geotécnica são extremamente importantes, pois são os responsáveis por detalhar a condição do solo sobre o qual será erguida uma edificação. Se o estudo não for feito corretamente e conduzido por uma empresa responsável que siga as normas que regulamentam esse tipo de serviço, pode-se colocar em risco a vida de um número indeterminado de pessoas. Isso porque a obra pode desmoronar no momento da construção ou após finalizada caso o solo não aguente todo o peso. Portanto, é vital que o processo de sondagem geotécnica seja feito com total competência e responsabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *