Como é feito o processo de tratamento de água?

Como é feito o processo de tratamento de água?

Todos já ouviram falar em poço artesiano, mas será que sabem realmente como ele funciona no processo de armazenamento de água e o que ele é?

Neste artigo, você vai entender melhor sobre o tratamento da água conseguida com esses poços e também descobrir com detalhes como o esgoto é tratado.

Nesses casos, a economia e a sustentabilidade são fatores essenciais.

Como usar água subterrânea?

Você sabia que o maior reservatorio de agua doce que existe no planeta é o subterrâneo?

A água que se infiltra no solo e ali se acumula, proveniente das chuvas, forma lençóis freáticos que são quase imóveis. Entretanto, essa água doce não é potável.

Existe uma série de problemas possíveis, como o PH alto ou baixo demais, a água salina, a presença de metais como o ferro e o magnésio e muito mais.

Por isso, as pessoas que decidem se valer desse reservatório de água precisam contar com filtros.

O primeiro passo para utilizar essa água pode ser fazer um Poço artesiano manual.

Existem outros tipos de poços, mais elaborados, mas esse é o modo mais tradicional, simples e barato.

Basicamente, utilizando-se instrumentos simples de trabalho, perfura-se o solo sobre um aquífero subterrâneo.

Ao chegar ao nível da água, continua-se perfurando até que não seja mais possível esvaziar a água que aflui do poço. O mais interessante é que essa opção não precisa de mecanismos como bombas, a própria pressão da água a faz jorrar.

O segundo passo é encontrar um bom filtro para poço artesiano.

Como a água pode apresentar problemas muito distintos, existem tipos muitos distintos desse filtro. É necessário, antes de qualquer coisa, avaliar a água e identificar qual é o seu problema.

As situações mais comuns são:

  • Água dura (sem espuma com sabão);
  • Presença de ferro;
  • Presença de manganês;
  • Água corrosiva (PH muito baixo);
  • Água salobra (com sal);
  • Água barrosa.

Para cada caso existe um filtro específico e, em alguns casos, é necessário um tratamento diferenciado e não apenas um filtro.

Um exemplo disso é a água ácida, que só pode ser tratada com dosadores de produtos químicos.

Um dos exemplos mais comuns é a dosadora de cloro, que funciona automaticamente, acrescentando pequenas doses do produto à água periodicamente.

É considerado filtro qualquer corpo poroso cujo objetivo é reter partículas presentes em uma substância.

Mas o material do “corpo” do filtro pode variar muito. O Filtro prfv é feito de polietileno reforçado com fibra de vidro, palavras que originaram a sigla.

 O filtro de aço inoxidável é muito comum e se destaca por sua estética. Outro material comum é o aço carbono, que perde no quesito resistência para o inoxidável.

Como se dá o tratamento de esgoto?

 Esse processo não é simples e ocorre em diversas etapas dentro de uma Estação de tratamento de esgoto (ETE).

A primeira etapa acontece no Reator Anaeróbico de Fluxo Ascendente (RAFA), que reúne diversas bactérias anaeróbicas cuja responsabilidade é decompor os desejos.

Depois, na lagoa facultativa, faz-se uso também de bactérias aeróbicas, que realizam a fotossíntese e oxidam a matéria orgânica.

Então, a última fase com o uso de bactérias acontece, a lagoa anaeróbica, quando ocorre a quebra de matéria orgânica, que é convertida em água, gás metano e gás carbônico.

Então, o esgoto já parcialmente tratado passa por um grande filtro em uma etapa chamada de baias e valas de infiltração.

Esse filtro é composto por rochas e areia. Depois, ocorre a flotação, unindo as partículas em flocos que flutuam, por meio de uma substância coagulante.

A fase final é a lagoa de maturação, na qual se utiliza a luz ultravioleta da radiação solar para eliminar bactérias e vírus ainda presentes.

Depois de todas essas fases, essa água pode ser utilizada para a irrigação em zonas agrícolas ou para uso industrial, pois ainda não é potável.

As empresas que optam por esse tipo de água para suas funções, como a refrigeração de máquinas ou irrigação de plantações, são mais sustentáveis.

Afinal, seria um grande desperdício de água potável, visto que não há nenhum prejuízo na qualidade das atividades com  utilização de água não potável.

Por fim, conclui-se que utilizar formas alternativas de água pode ser muito vantajoso.

Tudo depende do uso de equipamentos adequados e de um tratamento bem feito dessa água. É necessário, no caso dos poços artesianos, fazer uma análise detalhada da água em busca de identificar problemas antes de usá-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *