Como é feito o descarte de resíduos em grandes construções

Como é feito o descarte de resíduos em grandes construções

A construção civil possui um grande dever: descartar corretamente os resíduos das construções. Você sabe como isso é feito? Não? Então, confira este artigo que traz informações importantes sobre esse assunto.

A construção civil é um ramo que cresce cada vez mais no Brasil. O sonho da casa própria e os retornos significativos de se investir em imóveis mobilizam o mercado da construção civil e fazem com que cada vez mais as empreiteiras invistam em novos empreendimentos.

É um setor que gera muitos empregos e mobiliza a economia do país, mas apesar de tantos pontos positivos,

A importância do descarte correto de resíduos na construção civil

A luta pela preservação do meio ambiente é uma briga comprada pelos mais diversos setores industriais, comerciais e por pessoas do mundo todo.

A conscientização é a melhor maneira de tornar isso possível e a crescente visibilidade do assunto fez com que as empreiteiras da construção civil adquirissem hábitos de gestão de resíduos na construção civil redução reutilização e reciclagem.

Em razão disso, o desperdício com materiais de construção, bem como o desperdício de energia elétrica e fontes naturais como a água estão cada vez mais em pauta, rumo a uma diminuição desse comportamento.

Quando uma empreiteira utiliza somente o necessário em suas obras, o consumo se torna menor, o que faz com que não haja a necessidade de fabricação exacerbada de itens de construção.

A economia da energia elétrica também é importante, pois a queima de carvão para a utilização de máquinas e ferramentas é muito grande, o que acaba por ser extremamente prejudicial ao meio ambiente.

Além disso, há a resolução 307 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), que estabelece diretrizes para a gestão de resíduos provenientes da construção civil.

Essa resolução também prevê a respeito da coleta e reciclagem de resíduos da construção civil, ou seja, devem ser destinados de maneira correta materiais como:

  • Plástico;
  • Papel;
  • Metal;
  • Vidro;
  • Madeira.

Esses são exemplos de materiais que podem ser reciclados e que devem ter sua destinação correta.

Uma caixa de papelão grande, por exemplo, de acordo com a resolução 307, deve ser reciclada, reutilizada ou encaminhada para áreas de armazenamento temporário, permitindo que sua reutilização seja feita posteriormente, bem como sua reciclagem.

Como as empresas lidam com o gerenciamento ambiental

Visando uma maior sustentabilidade nos locais onde há a presença da construção de grandes obras e projetos, as empreiteiras têm a obrigação de saber como direcionar os resíduos provindos de suas obras, a fim de criar, dessa maneira, atitudes mais positivas perante ao meio ambiente.

A maioria das empreiteiras possui uma equipe especializada para tratar de todos os assuntos pertinentes à gestão ambiental.

Essa equipe fica responsável por fazer um trabalho de consultoria e decidir qual é a melhor opção para as construtoras no que tange ao assunto da gestão ambiental.

Portanto, é de suma importância que as empreiteiras possuam ao menos uma pessoa responsável por avaliar todas as necessidades e obrigações da obra para com o meio ambiente, viabilizando procedimentos de descarte de resíduos e gerencialmente de insumos para a obra.

Aliás, é importante salientar que o gerenciamento ambiental começa ainda antes da obra, quando uma equipe destinada à supervisão ambiental trabalha com a equipe responsável pela engenharia civil e otimizam todos os custos da obra.

No entanto, nem sempre é assim que acontece, algumas empreiteiras consideram isso como uma maneira de atrapalhar a obra, o que na prática não é verdade, pois geralmente elas acabam por ter altos custos na disposição de resíduos.

Além disso, acabam por gastar mais dinheiro contratando vários consultores ambientais e tendo retrabalhos e custos altíssimos.

Esses problemas acabam surgindo de uma má gestão quando o assunto é a sustentabilidade ambiental nas obras, pois o correto é que a parte ambiental esteja incluída desde o início do projeto.

Diante de tamanha importância, as empreiteiras precisam estar sempre atentas a todos os procedimentos corretos exigidos quando o assunto é descarte de resíduos, reciclagem e reaproveitamento de materiais.

A melhor maneira de conseguir isso é tendo em mãos um planejamento ambiental para a obra, evitando gastos desnecessários para colocar em ordem algo que já deveria estar desde o início.

A consciência de que tudo o que consumimos é resultado do meio ambiente em que vivemos é importante para preservarmos o a humanidade tem de mais importante: o meio ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *