Como é feita a reciclagem de polietileno?

Como é feita a reciclagem de polietileno?

O mundo tem chegado a uma situação ambiental agravante. A contaminação dos meios naturais impacta diretamente na vida animal e vegetal, e por fim a nós.

Os resíduos e grandes quantidades de lixo que produzimos diariamente, nem sempre são descartados da maneira correta e dado isso, muitas vezes são depositados em rios, córregos e aterros que não possuem o mínimo suporte para receber e tratar esses resíduos.

Tudo isso implica em diversos fatores sócio-ambientais que degradam o entorno e prejudicam, de forma geral, a população de determinada região ou país.

Devido a essa alarmante realidade, muito tem se buscado pelos meios da reciclagem dos materiais que consumimos, a fim de ter um ciclo maior de utilização desses e diminuir o impacto perante à natureza.

Um dos materiais que, por ser um dos de maior consumo, tem se adotado largamente ao processo de reciclagem, é o plástico, aqui também chamado de polietileno. Processo esse que trás benefícios a quem o realiza e também para o meio ambiente, em geral.

Veremos agora, um pouco mais como se dá o processo de reciclagem plástica e o que isso promove. Continue com sua leitura e venha entender mais sobre.

O polietileno

Antes de abordarmos os aspectos em relação ao processo de Reciclagem de polietileno, primeiramente devemos elucidar do que se trata.

O polietileno é um tipo de polímero plástico de baixo custo e que pertence ao grupo dos termoplásticos, isso se dá devido à sua suscetibilidade em relação aos diferentes níveis de calor e pressão.

Dado isso, a realização da reciclagem do polietileno é possível, podendo ser remodelado de acordo com processos de poliadição.

Ao todo, é possível listar cinco tipos de polietileno, e dentre os mais utilizados estão o polietileno de baixa densidade e o de alta densidade.

A reciclagem desse tipo de material plástico, como já demonstrado no início do texto, traz ao meio ambiente uma diversidade de benefícios como a redução do lixo produzido e a devida economia de recursos naturais que não são renováveis.

Além de tal benefício, no âmbito social, a Reciclagem também traz diversos outros, já que ela alimenta a indústria e aquece a geração de empregos nos tais segmentos.

O processo de reciclagem

São muitos os materiais que são realizados a partir do material plástico que contém o símbolo que são recicláveis, conforme o plástico do qual são. Confira agora como se dá o processo para termos o Polietileno reciclado.

Este processo se dá em algumas etapas. São essas:

  • Coleta do material;

  • Separação;

  • Revalorização o transforma e matéria-prima;

  • Transformação da matéria-prima em um novo produto.

Agora com o processo já entendido, deve-se saber que eles podem ocorrer em três diferentes tipos de reciclagem, gerando variados tipos de produtos e vantagens. Vejamos quais são:

Tipos de reciclagem

Mecânica

Esse é o procedimento mais comum para a realização da reciclagem. Basicamente, consiste em transformar os plásticos – tanto os oriundos de sobra industrial como os da coleta seletiva – em alguns pequenos grânulos.

A Venda de polietileno granulado é realizada para aquelas empresas que necessitam dessa matéria-prima para a produção de novos itens, como sacos de lixo, mangueiras, pisos, embalagens não-alimentícias, peças de carros e outros mais.

Para a sua realização, ocorre o processo de coleta dos catadores ou cooperativas e logo vai para a etapa de separação e triagem dos diferentes tipos de plástico para que se retire as impurezas e o deixe limpos e prontos para, logo em seguida, irem para a produção do plástico granulado.

Reciclagem química

Este tipo se trata do mais elaborado método. Trata-se do reprocessamento dos plásticos para que assim se possa transformá-los em materiais petroquímicos básicos, estes que servem de matéria-prima para a confecção de itens de elevada qualidade.

Na comparação deste método com o mecânico, é possível reparar que este tem uma maior flexibilidade sobre a composição, logo, é mais tolerante a impurezas e não requer uma triagem e separação tão minuciosas.

Todavia, trata-se de um método mais caro e que necessita de uma quantidade grande de plástico para que seja economicamente viável.

Reciclagem energética

Essa se trata da tecnologia da realização da reciclagem de plásticos através da conversão em energia elétrica e térmica, por meio da incineração.

Esse tipo de método permite o reaproveitamento do potencial calorífico que o plástico armazena, e além disso, a reciclagem energética permite a reutilização dos plásticos como combustível.

Sendo Reciclagem de papel, de plástico ou de vidro, é de suma importância que os processo de reutilização sejam realizados. Isso contribui para um meio ambiente mais saudável e traz benefícios sociais imensos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *